Translate

sábado, 1 de setembro de 2012

Silagem de Milho ou Cana de Açúcar? - Capitulo 8

Esta é uma questão angustiante que terá que ser respondida por todo aquele que queira se aventurar na atividade leiteira. Eu diria que a melhor resposta para esta questão é: não produzir leite de forma alguma, mas se você é um daqueles românticos incorrigíveis  que sonha em produzir este nobre alimento, deixo aqui um pouco de minha pequena experiência no assunto.

A silagem de milho é sem dúvida alguma o melhor volumoso possível que você pode escolher. Claro, a pastagem é melhor que qualquer coisa mas, na seca os pastos estarão secos, a não ser que você use irrigação, mas esta é outra história. Se você está iniciando na atividade leiteira não se atreva a irrigar pastagens, a menos  que você tenha uma bom conhecimento no assunto mas, se você tiver experiência nesta área, com certeza não estará lendo este simples blog, então voltemos a silagem de milho e pare de me perturbar com estas questões subjetivas e desencaminhantes.

A silagem de milho é um alimento nobre, pois fornece até o dobro de energia de qualquer outra forrageira e,  por possuir um teor baixo de FDN (Fibra em Detergente Neutro) permite um maior consumo de matéria seca pelo animal. Um baixo FDN implica numa taxa de fermentação  ruminal mais alta e consequentemente no esvaziamento mais rápido do rúmen. Mas deixando de entretantos e indo direto aos finalmente,  isto se traduz em maior produção de leite, que é o que, efetivamente interessa ao caro leitor. Então grave isto, alimentos   com FDN abaixo de 50% permitem que eles sejam consumidos muito mais rapidamente que outros  com alto FDN. Por isto a polpa cítrica (FDN = 23) é um excelente complemento na nutrição animal. De rápida fermentação, fornece uma quantidade considerável de energia ao animal,  equivalente a uns 5 Kg de silagem. 

Mas, tudo na vida,  tem seu lado ruim: a silagem de milho é a mais cara das forrageiras e isto principalmente devido a sua baixa produtividade, no máximo 60 toneladas de matéria verde por hectare ou 20 toneladas de matéria seca/hectare. Se você  é principiante contente-se com 30  ou 40 toneladas de matéria verde por hectare. Matéria seca, é o alimento quando extraída toda sua água, pois como sabemos água não engorda nem dá leite, embora seja necessária em ambos processos.

Mas chega de lero lero. Quanto custa isto? A resposta é R$ 80,00 a tonelada para você produzir e para comprar de terceiros, uns R$ 130,00/ton. Cada hectare, alimenta 10 unidades animal (450 KG) durante 6 meses, representando um custo diário por animal de R$ 2,00 para silagem produzida na fazenda e de R$ 3,25 quando adquirida de terceiros. Lá se foram de 3 a 4 litros de leite dia só para pagar o volumoso e não adianta tentar convencer as vacas a fazerem dieta. No mundo animal ainda não existe a figura do costureiro que impõe os modelitos magricelas às nossas mulheres ou como são conhecidas, varas de espantar peru.

No outro extremo das forragens, mais precisamente na seção dos pobres, está a cana de açúcar.  Uma forrageira de péssima qualidade e alta FDN, que permanece até 24 horas no rúmen do pobre animal, enquanto este trabalha compulsivamente,  sem tréguas, para digeri-la. Mas tem uma razoável quantidade de energia e quase nada de proteína (1,5%). Mas é muito produtiva, até 120 toneladas por hectare e o que é melhor ainda, não precisa ser plantada todo ano. O Canavial pode durar de 3 a 8 anos dependendo se a colheita for mecanizável ou não. O custo de manutenção anual por hectare mal chega a R$ 1.000, e podemos trabalhar com  custo por tonelada na faixa de R$ 20,00, o que é uma bagatela. 

E mesmo se produzindo 20% a menos de leite que quando se usa silagem de milho, ganha-se mais por litro de leite, a não ser que, você precise contratar um funcionário só para o trato dos animais com a cana. Neste caso, prefira a silagem de milho, nem tanto em função dos custos, mas quanto menos funcionários você tiver melhor. Se possível coloque um robot na sala de ordenha, melhor ainda.

Se você tem água em abundância, uma possibilidade seria começar adquirindo silagem de milho e uma vez adquirido experiência no novo negócio passe a considerar a possibilidade de pastagens irrigadas com Tifton 85. Uma maravilha, que irá reduzi e muito seus custos de concentrados.

Entre a cana de açúcar e a silagem de milho existem diversas outras forrageiras, como sorgo, milheto e mesmo capim. Não perca seu tempo com estas bobagens.  Ou você escolhe o produto de melhor qualidade ou escolhe o mais barato. Assim como não existe mulher meio grávida também não existe forrageira de qualidade e preço médios. Isto é coisa de desocupado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário